Buscar
  • Dário Aguirre

Como construir uma política pública educacional de sucesso


O desenvolvimento do Brasil passa pela Educação. Precisamos estabelecer uma política pública educacional que garanta a eficácia da ação educativa acadêmica, social e cidadã da escola. Se hoje ainda não atingimos os patamares de desenvolvimento educacional desejados precisamos redobrar os esforços na busca de soluções eficazes. Estado, professores, estudantes, pais e comunidade devem basear suas ações em evidências e usar os dados educacionais para identificar problemas e direcionar soluções. Abandonar discursos repetidos é o segredo da melhoria. A educação é um sistema complexo com muitos atores responsáveis diretos pelos resultados, tentar achar neste cenário que é o "mais" culpado é uma perda de tempo. Todos devem assumir suas responsabilidades em prol da melhoria da educação. Precisamos aumentar os investimentos em educação mas também é necessário qualificar estes investimentos empregando dinheiro em ações que tenham eficácia mensurada. Muito melhoraria se melhor administrássemos o recurso que já se investe.

Temos 2,8 milhões de crianças e jovens fora da escola. Enfrentamos dificuldades estruturais para superar desafios básicos como garantir material de consumo em sala de aula. O resultado disso bate incomodamente a nossa porta. Os programas de avaliação da qualidade da educação apontam dados alarmantes: no Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (PISA) temos dificuldade em atingir os estágios mais básicos da aprendizagem. Por sua vez o Ideb ratifica estas dificuldades mostrando que entre as avaliações de 2013 e 2015 a taxa de aprendizagem em nossas escolas, em média, teve queda.

Precisamos mudar este quadro!

A grande mudança esta em reformar a maneira de pensar educação. Perder a visão ainda antiga que é algo feito pela "tia" em uma ação filantrópica e pouco profissional. A pedagogia é a arte intencional de provocar resultados. Os gestores e professores devem assumir o papel de organizadores da mudança e aposta no papel transformador da educação. É preciso identificar e sanar os problemas evidenciados nas avaliações da educação. Abandonar soluções pré-fabricadas e pensar em planos de ação que levem em consideração a regionalidade. Precisamos adequar soluções e estimular a criação de programas formação para de gestores escolares e professores; buscar soluções de engajamento de estudantes, pais e comunidade as atividades e necessidades da escola estabelecendo a centralidade e a prioridade da Educação. Acreditamos que é possível melhorar a qualidade da nossa educação relocando os recursos públicos existentes. Educação de qualidade para todos os brasileiros é a meta. Suprir as necessidades dos educadores durante a formação inicial e continuada. Elevar a qualidade da educação dos municípios de nosso país, por meio de políticas e programas estruturados, bem planejados e implementados, que tenham como fim desenvolver competências para que o plano de desenvolvimento nacional tome forma.

Vamos juntos construir uma história de sucesso!


98 visualizações